Wander Albuquerque apresenta na Câmara projeto para atrair empregos para Ouro Preto-MG

Empreender tem objetivo de atrair e diversificar vagas no município

16/03/2018 às 15:05 por Atualizado dia 14/04/2018 às 13:11

Curta www.facebook.com/jornalvozativa
Inscreva-se www.youtube.com/jornalvozativa
Siga www.twitter.com/jornalvozativa
Diga Sim com nome e bairro (cidade) para 31 99145-4108, registre o nº no seu aparelho e receba nossas notícias pelo WhatsApp

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Ouro Preto, Wander Albuquerque, apresentou no dia 6 de março em reunião de comissões, o projeto de lei 88/2018 que propõe a criação do Programa Empreender na cidade de Ouro Preto. O projeto atrairá de forma efetiva a criação de empregos, melhoria de renda e qualificação na cidade.

Para Wander, “o cidadão não pode esperar que a crise nacional termine para voltar a ter dignidade. O rompimento da barragem da Samarco agravou a situação de Ouro Preto e, hoje, a cidade tem um índice de desemprego maior que a média nacional.”

O projeto está em apreciação na Casa, e propõe, dentre outros, isenção de impostos e taxas do município para atrair empresas de pequeno, médio e grande portes assegurando o cumprimento das leis fiscais, ambientais e sociais. Além disso, segundo o presidente da Câmara, “há a garantia de 80 % dos novos empregos para ouro-pretanos.”

Ele também afirma que “nesse caso, a ação levou ao projeto, já que, anteriormente, os vereadores votaram pela vinda da Z3 Nutravita para a cidade”. No momento, a Câmara discute a ampliação da Bemil, do qual Wander é a favor: “A necessidade do projeto parte justamente em assegurar os empregos, mas de modo a garantir a contrapartida para o município e, principalmente, o benefício direto da população.”

Segundo dados da Fecomércio, Ouro Preto tem hoje 67% do seu PIB oriundo da indústria, 26,7% dos serviços e 0,3% da agropecuária. Wander reitera que “é preciso criar e diversificar as vagas de emprego, para que não sejamos reféns de um único setor, e para que, assim como Itabirito, consigamos reverter esse quadro.”

Em comparação com Itabirito, Ouro Preto teve uma arrecadação, de 2011 a 2016, reduzida em 45%. “A cidade vizinha, ao contrário, após a execução de um projeto similar ao Empreender, foi de 80 milhões em 2012 para altíssimos 196 milhões em 2017. Precisamos copiar as ideias bem sucedidas.”

A Z3 Nutravita, conforme aprovação da Câmara dos vereadores, será implantada no distrito industrial de Cachoeira do Campo, criado em 2009 e que está sem utilização até o presente momento. A Bemil, com projeto em análise pela Câmara, propõe contrato similar, mas sem isenção de impostos.

Wander explica que todas as informações acerca do projeto estão disponíveis na Internet para consulta e participação popular. “Estamos disponibilizando em nossa página os dados referentes à implantação do projeto, para que a população conheça a realidade do município e possa cobrar de nós, representantes, a solução. Esta é minha contribuição direta para o desenvolvimento da cidade”, pontua.

“Apresentamos o projeto de lei para os demais vereadores a fim de que, juntos, façamos uma ação propositiva para a geração de empregos. Uma ideia que deu certo em outra cidade precisa estar em Ouro Preto.” finalizou Wander Albuquerque, que falou do Empreender ontem (15), durante a reunião do BNDES que apresentou à cidade o programa Mais perto de Você.

 


Comente com o facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *