Nota de Esclarecimento sobre P.A. da Santa Casa de Ouro Preto-MG

20/04/2017 às 15:45 por Atualizado dia 21/04/2017 às 23:05

A Santa Casa da Misericórdia de Ouro Preto informa que o serviço do Pronto Atendimento não será fechado no dia 24/04/2017.

A suspensão temporária de serviço está relacionada ao direcionamento imediato de pacientes graves socorridos pelo SAMU, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar (VAGA ZERO) que deverão ser admitidos primeiramente na UPA de Ouro Preto ou na Policlínica de Cachoeira do Campo. Após contato prévio e disponibilidade de vaga, à Santa Casa da Misericórdia de Ouro Preto realizará o atendimento prontamente, na medida da sua capacidade instalada.

Tal medida se faz necessária conforme ofício abaixo enviado às autoridades:

A Santa Casa da Misericórdia de Ouro Preto, tendo em vista os reiterados atrasos nos repasses que deveriam ser realizados mensalmente pelo Estado de Minas Gerais, como também o atraso na negociação do contrato com o Município de Ouro Preto, apesar do alto valor de extrapolamento mensal dos serviços que não vêm sendo remunerados ao longo dos últimos anos, vem informar que está suspenso, a partir do dia 24/04/2017, o direcionamento imediato dos pacientes graves (VAGA ZERO) para o Hospital Santa Casa da Misericórdia.

Desta forma, os pacientes graves devem ser encaminhados inicialmente à UPA de Ouro Preto e posteriormente direcionados, após contato prévio e disponibilidade de vaga, à Santa Casa da Misericórdia, que realizará o atendimento prontamente, na medida da sua capacidade instalada.

A Santa Casa da Misericórdia de Ouro Preto reitera seu compromisso com a melhoria do atendimento à saúde da população, mas não tem condições financeiras de arcar com a integralidade dos serviços que atualmente são prestados pelo hospital, devido à difícil situação financeira que atravessa em conseqüência dos atrasos no pagamento dos recursos que atualmente são recebidos para custeio dos serviços ofertados.
Reforça, por fim, que se trata de uma situação temporária, haja vista que a Santa Casa da Misericórdia acredita que os pagamentos em atraso serão realizados pelo Estado de Minas Gerais, além do que será encontrada uma solução viável para ambas as partes no que se refere ao contrato a ser realizado com o Município de Ouro Preto, que trará uma solução definitiva para o pagamento dos extrapolamentos mensais.
Na oportunidade pede desculpas pelos transtornos.

Cordialmente,

Adriana Aparecida dos Santos
Interventora Judicial


Comente com o facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *