Comemorações do dia 21 de Abril em Ouro Preto-MG

Com recital da poesia “Romanceiro da Inconfidência” de Cecília Meireles na voz ator Mauro Mendonça, violão de Gilvan de Oliveira e voz da cantora Aline Calixto aconteceram as comemorações do dia da Inconfidência Mineira na Praça Tiradentes, na manhã de 21 de abril.

Além da data histórica o dia marcou também o centenário do Ex-Presidente Tancredo Neves e os 200 anos de Tomás Antônio Gonzaga. A Medalha da Inconfidência é [… ]

23/04/2010 às 13:55 por Atualizado dia 26/04/2010 às 14:30

Com recital da poesia “Romanceiro da Inconfidência” de Cecília Meireles na voz ator Mauro Mendonça, violão de Gilvan de Oliveira e voz da cantora Aline Calixto aconteceram as comemorações do dia da Inconfidência Mineira na Praça Tiradentes, na manhã de 21 de abril.

Além da data histórica o dia marcou também o centenário do Ex-Presidente Tancredo Neves e os 200 anos de Tomás Antônio Gonzaga. A Medalha da Inconfidência é a maior comenda concedida pelo estado de Minas Gerais desde 1952 e se divide em três designações: Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidência, além disso, existe o Grande Colar concedido aos chefes de Estado. A ministra do Supremo Tribunal Federal Carmen Lúcia Antunes Rocha é a primeira mulher oradora da Cerimônia em toda sua história.

Os agraciados são artistas, professores, chefes de estado, profissionais liberais que prestaram serviços relevantes para Minas Gerais e para o Brasil. A capital Mineira é transferida simbolicamente para Ouro Preto neste dia quando o governador em exercício Antônio Anastásia assina o termo de transferência da capital e em seguida passa em revista à tropa. Após o governador tradicionalmente deposita uma coroa de flores no monumento erguido a Tiradentes. A guarda do Palácio do Governador faz a salva de 21 tiros em homenagem ao Mártir da Inconfidência.

Um grande tapete feito de palha de arroz e pó de couro remetendo aos tradicionais tapetes da semana santa de Ouro Preto foi confeccionado em toda a área defronte ao Museu da Inconfidência. Crianças do projeto ouro-pretano Circo, Arte, Educação e Cidadania homenagearam o líder africano Chico Rei e os alunos do projeto Valores de Minas encerraram a cerimônia interpretando a música “O que é o que é” de Gonzaguinha. Outros alunos se uniram para cobrir a Praça Tiradentes com uma grande bandeira de Minas.

Entre os agraciados estavam o advogado Gleiser Boroni, o empresário Carlos Teixeira Niquini e Wilson Ferreira que é o zelador da Igreja do Bairro Padre Faria.


Comente com o facebook

Um comentário

  1. as comemorações foram realmente boas , mas é um absurdo o governo realizar um evento e proibir os cidadãos ouropretanos pareticipar da festa , recusando as passagens em praçampublica….absurdo seu ANASTASIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *