Acidente com vítima fatal próximo de Cachoeira do Campo, Ouro Preto-MG

Mais uma morte no trânsito na região de Ouro Preto-MG

09/03/2014 às 01:02 por Atualizado dia 10/03/2014 às 00:05

Bombeiros e SAMU foram acionados na noite de 08/03, por volta de 20 horas para atender ocorrência de acidente de trânsito, no km 76, da BR 356. Um veículo da marca Mitsubishi, Modelo Pajero, placas HDJ-3976, Ouro Preto-MG, colidiu do lado do motorista, com o ônibus placas OLU-1812, Itabirito-MG.

Segundo o condutor do ônibus, que seguia sentido Cachoeira do Campo, no momento do impacto, a forte chuva que caía teria diminuído a intensidade e certa quantidade de água, o bastante para formar uma correnteza, ainda escorria, atravessando a pista, quando o motorista do Pajero teria perdido o controle do veículo, invadido a contramão de direção e colidido com o ônibus.

Gustavo Fernandes da Costa, 30 anos, seguia no veículo Pajero, sentido saída do distrito para Ouro Preto e segundo os Agentes do SAMU, veio à óbito no local. Morador da Rua Santo Antônio, Centro de Cachoeira do Campo, Gustavo era filho de Sérgio Xavier da Costa, proprietário de um Supermercado no distrito e muito conhecido na região.

O veículo de Gustavo teve a lateral esquerda totalmente destruída e o ônibus também teve a frente bastante danificada.

Bombeiros Militares fizeram a lavagem da pista para evitar que outros acidentes acontecessem, devido aos cacos do veículo e óleo na pista.

A curva, que fica próximo do Restaurante e Lanchonete 47, já é conhecida por ser trecho de acidentes constantemente, quando veículos perdem o controle e rodam na pista.

É o segundo acidente com morte na região de Ouro Preto em dois dias. Na tarde de ontem, um veículo Palio colidiu também com um ônibus, próximo do distrito de Passagem de Mariana e um jovem também faleceu. Leia mais aqui


Comente com o facebook

2 comentários

  1. Querido Tino, a topografia do local do acidente, provoca a chamada aquaplanagem, com a água atravessando a pista, evidentemente do lado mais alto para o mais baixo. Acidentes alí não são raridade E, mais uma vez, , a culpa é do DNIT, que no trecho urbano de Cachoeira do Campo, já deve a duplicação da pista e o acesso ao centro do distrito, com promessas atrás de promessas. Recentemente, membros da Comissão de Transportes da Assembleia promoveram uma audiência pública para discutir aqueles problemas, prometendo retornar em 30 dias para ver os “avanços”. Até ontem, ninguém tinha retornado e lá se vão mais de três meses. É assim que a banda toca. Só nos resta chorar os nossos mortos

    • Sim, amigo Carlos Alberto.

      Infelizmente nosso país não cuida dos seus cidadãos. O respeito pelo ser humano está ficando em último lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *