ACEOP se reúne com secretário de Turismo para dar continuidade ao Pró-Município

Reunião marca andamento no projeto de lei que definirá a implantação do Movimento na cidade

13/03/2018 às 17:27 por Atualizado dia 13/03/2018 às 17:27

Aconteceu na manhã de hoje (13), na Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio, a reunião do representante do Movimento Pró-MunicípioNilson Borges, com o secretário Felipe Guerra, os vice-presidentes da ACEOPValmir Maximiano e Richer Lucas, além dos diretores da Associação, Miguel Alves Cláudio Roberto. Participaram também o responsável pelo setor de Indústria e Comércio, Ricardo Reis e o supervisor da FederaminasFernando Abreu.

Na pauta, foram discutidas as próximas ações para a criação do projeto de lei, uma vez que o diagnóstico social da cidade foi realizado no final do ano passado, com pesquisa online aberta para todos os ouropretanos. O projeto agora discute como será realizado a criação dos comitês. Segundo Richer, “é importante que eles [os comitês] sejam criados sem se sobrepor ou entrar em conflito com os conselhos existentes. A proposta é que ambos conversem entre si, a fim de ampliem a atuação e alcancem pontos que nem sempre o conselho alcança.”

Nilson Borges reitera essa posição, afirmando que “com o diagnóstico em mãos, é preciso que se proponha a forma mais adequada de criação do projeto, fazendo com que a representatividade dos comitês sehjam plurais, quebrando a estigma de não-adesão do ouropretano com essas causas.” Valmir completa: “vamos permanecer no convite da população, para que abracem a causa a fim de darmos celeridade para uma discussão que gere oportunidades, emprego e renda para a população.”

O secretário Felipe Guerra, representando o Executivo, elogiou mais uma vez a proposta e reafirmou o compromisso do poder público de Ouro Preto em criar parcerias que “equalizem dúvidas e funcionem de forma concreta.”

Entenda o Pró-Município

Fundamento em experiências de sucesso em cidades que se organizaram e, se integraram em planos de desenvolvimentos locais, o Pró-Município teve implantações bem sucedidas em Medelin, na Colômbia, Essen, na Alemanha e Maringá, no Brasil. Agora, em Ouro Preto, entra em sua 1ª etapa, sem qualquer custo para o município, onde será realizado um levantamento de prioridades, a partir de demandas da própria sociedade. “O prazo para esse etapa é de aproximadamente oito meses, e a partir dela, serão formados os conselhos específicos para cada setor”.

Para o prefeito municipal de Ouro Preto, Júlio Pimenta, a iniciativa é “inovadora e importante, uma vez que coloca a perspectiva de prioridades na mão da população, podendo assim, facilitar a percepção do que deve ser resolvido de imediato e o que precisa – e pode – ser planejado a longo prazo”.

O presidente da Federaminas, Emílio Parolini, reforçou a importância da prefeitura, câmara, poder público e comunidade construírem o movimento de forma conjunta, de maneira a “criar oportunidades para que todos se sintam parte do município, e não à parte dele”.

Acesse o diagnóstico completo AQUI.

Assessoria de Comunicação/ACEOP


Comente com o facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *